quinta-feira, 14 de junho de 2012

Estou a aprender a gostar de ter dinheiro…

... porque quando temos dinheiro guardado, temos uma vida mais tranquila, mais amparada.
Precisamos de ter dinheiro guardado, para qualquer imprevisto que nos apareça como: doença, carro, casa, desemprego etc….
Claro que com a crise que temos é cada vez mais difícil guardar algum dinheiro. Mas não podemos esperar que nos sobre, temos que retirar um valor (por pouco que seja) assim que recebemos o nosso ordenado, e só o utilizar para uma emergência.
Há uns anos atrás (poucos) fiz um depósito a prazo em que posso acrescentar  um valor superior a 30,00 € por mês, e assim todos os meses deposito 50 € naquela conta.
E como os imprevistos aparecem quando menos esperamos,  foi muito, muito bom não ter que recorrer a cartão de crédito. No mês passado surgiu um imprevisto em que tive que levantar cerca de 85% do valor desse depósito a prazo, o valor que ficou foi mesmo só para poder continuar com aquele depósito, não pelos juros que se recebe (são mínimos)mas  para guardar aquele valor todos os meses.
Por isso vou continuar a poupar e a guardar sempre uns “grãozinhos” porque “de grão a grão enche a galinha o papo”

2 comentários:

  1. Isso é verdade...Mas é necessário nos organizamos para conseguirmos por esses grãos de parte...Tive muito tempo que não conseguia agora tenho tentado disciplinar-me para isso...

    ResponderEliminar
  2. é a opçao que tambem tomei há coisa de um ano para cá ! e ja precisei e tive que ir buscar o dinheiro. Acontece, está guardado para quando houver um imprevisto. Mas nao estou nada arrependida desta decisao. E' uma boa maneira de poupar. bjs tudo de bom

    ResponderEliminar